Rezar o Tríduo Pascal | Quinta-feira Santa

«Senhor, Tu vais lavar-me os pés?».

Aqui está a pergunta de Pedro.
E a nossa, também.
Como é possível que o Verbo eterno de Deus se baixe ao ponto de me lavar os pés? Sim, ao ponto de me lavar os pés, a mim, hoje.
Não preciso de o compreender. Por agora, basta que aceite.

Na Última Ceia, Jesus mostra-nos que o seu único modo de amar é amar até ao fim. Ele quer que tomemos parte na sua herança, que comunguemos do seu Corpo e que nos deixemos lavar por Ele. O primeiro passo é claro: deixarmo-nos amar. O segundo é semelhante a este: aprendermos a amar.

Em Fátima, na sua segunda aparição, o Anjo, dirigiu aos Pastorinhos palavras que se gravaram no seu espírito, como uma luz que os fazia compreender quem era Deus, como os amava e queria ser amado.  Esta certeza, marcou as suas vidas de tal modo que, um ano depois, quando Nossa Senhora, lhes perguntou «Quereis oferecer-vos a Deus?», o seu coração, que já se tinha deixado amar, estava pronto para aderir, e a sua resposta foi imediata: «Sim, queremos!».

Hoje, ao menos hoje, rezemos com confiança:
Senhor, Tu podes lavar-me os pés.
Senhor, eu quero deixar-me amar.
Senhor, ensina-me a lavar os pés aos meus irmãos.

#triduopascal #ASM #quintafeirasanta

Mais
artigos